Ano novo vida igual

Pois é eu captei a energia do ano novo desse mundo e vejo que nem os extraterrestres conseguem mudar a própria vida atravéz dos ciclos para lá e para cá , muito bem para conseguir mudanças é preciso deixar algumas coisas de lado como por exemplo os extraterrestres que não me deixaram milionária ano passado e continuar com as novelinhas na minha vida , nesse novo ciclo de um dia depois do outro, amém.
Lungui apareceu no banheiro, bem que eu chamei, mas foi para outra hora, well done Lungui!
Para esse  ano  pretendo continuar viva, pelo menos por enquanto e quando eu criar as novelas mentais que eu sempre volte para as coisas que eu escrevo  que são minha segunda razão de viver. 
A primeira é o Ricardo lógico, e a terceira razão de  viver é comer, dormir e assim por diante.
Gosto de auto ajuda, mas eu não me ajudo, eu não me levanto, gosto de viver assim na comilança e no que a gente chama aqui em casa de "budeguinha", é um estado mental, um sentimento de aborrecimento eterno que só sara com chocolate e aquele cafuné, mas depois vem de novo porque o cafuné acabou ou eu estou no trabalho, já no ônibus lotado é um amigo que me ataca o "Irado", mas o "Laughter" segura ele e eu só percebo quando eu estou em casa, não consigo pensar em determinadas situaçoes estressantes, daí alguns dos meus amigos do outro mundo me ajudam, esse ano vou colocar toda  cambada para trabalhar.

Postagens mais visitadas deste blog

Bora mais um dia

uma postagem no blog