O mundo e eu

O mundo vai acabar quando eu morrer porque eu não vou mais poder sentí-lo a minha volta com os poderes sobrenaturais sensitórios, extraterrestres virão comer meu cérebro proque em toda galáxia não encontrarão um outro planeta igual o meu porque é através do meu zóio que o mundo e o parque do Ibirapuera existem.
É atravez do meu zóio que respiro o ar poluído de São Paulo e é atravéz do meu nariz que sinto o frio passar pelos calo e quando eu morre nada disso será alguma coisa porque não vemos o momento da morte, só quando você está com tédio é que vê a morte passar na rua e nas casa vizinha gritando:"Abacaxí, abacaxí vem faze xixi!"
Eu e o mundo somos um e tem extraterrestre nas gaveta do cemitério porque na galáxia num tem poder maior que o meu, sou um ete e comi a Regina agora vou ver a vida passar porque eu quero dormir pela eternidade para não ver o mundo acabar, e claro não verei também a morte passar na rua nem gente gritando por abacaxi.
Eu num sou maluca sou uma normalzinha da Silva Sauro desempregada para o mercado de trabalho,gente quando eu morrer o mundo conhecido será apenas atravez dos outros e esses outros morrerão causando o fim do Scooby do, porque é atravéz dos zóio que vemos o mundo e o buraco negro come o mundo, o buraco da morte, porque eu descobrí quando ganhei poderes sobrenaturais, que o universo acaba quando uma pessoa morre, tomara que você sobreviva para contar minha história, que é de uma extraterrestre que acabará com um universo que ainda não conhece de todo, simplesmente esqueci o resto...
Ah, lembrei, os amigos imaginários tomarão conta desse corpo pra mim embaixo da terra e eu não serei mais eu, terei sido abduzida e ido para um planeta distante ficar rica e viver o resto da eternidade em frente a um computador em surto psicotécnico, não, não estou maluca é a mais pura verdade filomênica de alguém que não trabalha e faz curso de inglês.
O mundo acaba quando a gente morre, porque quando vc morre a realidade não é mais nada se não poeira e vermes, somos o pó que voltará pra terra e dará vida as sementes do cemitério, não vejo a hora de me libertar da ilusão de maya e fechar os olhos pela última vez, não há terapia nem tratamento que tire isso de mim, "ora você deveria querer a vida", pois bem a vida não é uma opção, mas a morte é e o fim do mundo com ela, o fim de tudo, o fim da consciência, Lungui que me desculpe a sua compania é ótima e a do Ricardo melhor ainda mas estou cansada de viver, não aguento mais tanto tédio esperando pelo momento glorioso da morte que me trará o fim de tudo.

Postagens mais visitadas deste blog

Bora mais um dia

uma postagem no blog