Pelos olhos de Lungui

Lungui é energia e é Deus, nós combinamos de não tratá-lo assim pois isso me lembra o lado sombrio do ego, não sei porque, nem me pergunte, chamar um amigo de deus é como trocar seu nome, pois é cada um chama do que quizer e eu o chamo assim.
Lungui sempre me diz que tudo depende da interpretação que você tem da coisa,por isso o ser humano tem várias linguas e vários heróis, vários deuses do consciente coletivo, coisa e tal.
Eu estou resolvida no meu jeito de ser e estou convencida de que a verdadeira transformação vem de dentro, dependo muito mais da minha ajuda do que de qualquer outra coisa, pois o" invisível "só  trabalha atravéz de mim.
Quando digo nós quero dizer ele e eu e nesse momento somos "um",blá,blá,blá...quero saber se o futuro me reserva alguma coisa, blá,blá,blá quero saber o que eu fiz ou deixei de fazer no passado, minha mente é  cabulosa como a de qualquer exentrico, sei que terapia não vai ajudar a resolver, só mesmo para colocar para fora um pouco desse meu mundo e trabalhar os meus objetivos e tornar concreto aquilo que eu almejo que é essa paz interior.
Vida é só possibilidade, nós é que fazemos.
Viver é sentir .
Viver é ser.
Viver também é deixar de ser.
Viver é um negócio de doido.
Arte de viver e desprender.
Arte de fazer arte ou sofrer.
Sendo o aprendiz do mestre.
Sendo o próprio mestre.

Postagens mais visitadas deste blog

Bora mais um dia

uma postagem no blog