Doidera.

Eu moro no quintal dos fundos, mas isso não me impediu de adotar um cachorrinho, sei que não deveria mas ele ia morrer se eu não o adotasse, agora meu marido pos o nome nele de Gattz, até ae tudo bem mas agora fico vigiando ele pra não deixá ele cagá na área da minha sogra, hoje eu dei uma jornalzada nele porque ele tava comendo minhas plantas e ela veio de prontidão no blá,bláblá dela, e como eu vou sair de casa tranquila sabendo que ele vai latir?Pois é o jeito é deixar ele latir, acho que fico mais tranquila com ele aqui dentro de casa preso, pra num cagá lá fora...
O que atrapalha mais nem é o coitadinho,é minha sogra aquela nojenta,eu odeio ela demais, só que eu preciso ter forças pra não me encomodar com o incomodo dela pois eu preciso sobreviver e é isso ae, não vou ficar aqui sofrendo de stress porque não posso fazer barulho, bom quando eu me mudei pra cá eu prometi que não faria barulho e a besta continuou encomodada comigo e eu com ela por conta do encomodo dela e agora sou eu que não suporto os arrasta pé daquela véia, como se não bastasse ela canta em voz alta e meu cachorro agora late por mim ,mas eu tenho que proteje-lo e não deixar que ele caia nas mãos daquela psicótica que hoje cedo tava com uma faca na mão olhando pra mim sem motivo,claro que eu nem vou perguntar quais são as intenções daquela véia que num pega nem gripe,ai,ai.
Mas num faz mal não eu coloco meu foninho de ouvido e fico socegada aqui na minha casa, isso mesmo, não é porque a casa vai ficar no nome dela que eu tenho que baixá minha cabeça e vivê de esperança também não dá,é um mato com uma gata e um cachorro, só faltou coelho,mas já chega é muito bicho pra pouco quintal e ontem eu fui na dentista e extraí um dente, não vou mais ficar com medo e também não acho prático fazer terapia, meus problemas pessoais eu já conheço bem e todos eles vão terminar quando eu morrer, só que ainda não é a hora, sei também um tanto de coisas que eu deveria,por exemplo como a casa não é minha "ainda", eu tinha que trabalhar e sustentar mas ainda bem que o Ricardo sustenta, minha parte  eu já to fazendo que é organizar as coisas por aqui,fazer comida coisa e tal, só que  não dá pra dar tudo que as pessoas querem que eu dê, sei que o Ricardo gostaria que eu labutasse e ganhasse dinheiro pra ajudar na casa,mas eu não tenho condições, emprego eu não tenho e estou desqualificada, as minhas coisas precisam ser vendidas pra eu poder conseguir dinheiro pra fazer outras coisas e vender, bom não é fácil mesmo é uma doidera,mas eu não to pensando em me matar porque eu não agrado,é melhor eu continuar viva,leve e solta.

Postagens mais visitadas deste blog

Bora mais um dia

Meu sonho dessa noite