Dimensões da alma

Amigos do blog Soberana, venho aqui contar-lhes uma história sobre mim que daria bem um livro que se eu tivesse tempo gostaria de publicar, então, sempre fui dessas pessoas exentricas, que inventa e reinventa a própria vida,nunca acreditei em sobrevivência do espírito após a morte por isso resolvi criar meu próprio jeito de me orientar atravéz dos amigos imaginários :Lungui ,Irado e Risadinha,pois bem hoje eles me trouxeram uma história interessante sobre o que acontece conosco e nossa origem,lá vai acreditem se quizerem...
Existem onze dimensões paralelas onde existimos em algumas delas, fazendo de nossas vidas tudo de forma parecida com resultados diferentes, somos a mesma pessoa até o ponto quantico da matéria, onde a vida dá aquele salto,mesmo que seja pequeno e tomamos outro rumo, que para nós é o unico caminho a ser tomado pois nossa consciência é finita a terceira dimensão e todas as dimensões são infinitas dentro do mundo em que vivemos, ou seja , elas podem se fundir dentro da mente da seguinte forma:
"Imagino eu na terceira dimensão numero um, onde vivi na infância até os meus onze anos porque morri de pneumonia,foi quando eu tive o primeiro salto e fundi minha mente com a da segunda dimensão que também é conhecida como terceira, aliás todas são, muito bem, eu vivi até os desessete anos, quando fugi de casa e fui viver com um rapaz, tive apendicite suporada e morri ou dei o meu segundo salto, yes!
Agora vocês devem se perguntar,como eu saberia disso tudo?Mistérios não revelados,mas ocorreram sem eu estar consciente dessa fundição de dimensões até agora, precisou um terceiro salto que foi um evento que eu não reconheço pois não me lembro, um atropelamento de carro da segunda para terceira que eu senti apenas como sendo um surto psicótico onde lembrei de todas as ocorrências e viagens até agora.
O mais estranho disso tudo é que parece real,pois no primeiro salto eu percebi que minha mente não sofreu nenhum impacto,mas a realidade mostra que todas as onze dimensões estão misturadas entre si e não podemos distinguir umas das outras pois é complexo demais conceber o incognicível, quando eu tive pneumonia, simplesmente sobrevivi pois na dimensão paralela mais próxima, eu tinha chances de sobreviver,mas ao mesmo tempo, na primeira eu já fui enterrada e esquecida pelos familiares e amigos, ainda me é desconhecido o que aconteceu comigo ou o que acontece nas demais dimensões, só tenho idéia que morri pelo menos umas três vezes, ainda estou aqui,mas a morte me atrai e muito."
Se for verdade que existem onze dimensões, não existirei mais se morrer nessa, pois já despertei a consciência do cosmos e dos cosmos,é isso ae um pequeno despertar,pode ser que eu esteja errada e vá despertar numa dimensão onde a vida é eterna depois da morte,pode ser que eu vá despertar novamente numa dimensão onde a unica saida é o trabalho,talvez seja essa e minha mente sabe de todas essas possibilidades por isso sou um ser desperto que come besteira e pesa 86kg.

Postagens mais visitadas deste blog

Bora mais um dia

Meu sonho dessa noite