Auto imagem

Eu sou como um poema que a vida nunca desistiu de melhorar, não importando se eu duvidava do invisível e na profundeza de cada ato, obra de arte da riqueza desse teatro, cheio de aventura e de tragédia, de terror ou comédia...
Agora a vida em cada passo carrega em si a ansia de existir ,assim seja digo amém as diferenças, tantas variedades de alma com personalidade, algumas se parecem com a minha...
A vida tem um olhar maternal que protege indiferente aos falsos apegos da mente, mas nem sempre caridosa a vida é um poema do que eu sou para mim no presente...
Não importando quem fez a gente mas com ou sem os tropeços que damos, juntos caminhamos e ela cuida de mim para sempre.(Regina MB)

Postagens mais visitadas deste blog

Meu sonho dessa noite