segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Eu cresci

Eu cresci, amadureci e virei uma paisagem no caminho do passarinho, onde eu gosto de curtir coisas novas e espiritualistas sem Deus, só comigo e mais nada, alguns mantras, trabalho e boa comida.
Tomara que tudo de certo para mim, porque me sinto na ponta de uma espada, sei que tudo é efêmero e não faz sentido algum guardar coisas na cachola onde mais tarde só me farão mais triste e morta por sinal eu estou indo bem...
Mas se mesmo trabalhando em paz e fazendo força para sobreviver eu falhar, garanto que vou fazer cara de paisagem e continuar meu caminho do passarinho e morrer sabendo que eu tentei com tudo que eu tinha, para ser uma pessoa normal, ainda bem que eu não sou, me perdoou por isso.

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

O tunel da vida

Essa noite eu tive um sonho onde caminhava por um lugar escuro, cheio de mato e pessoas estranhas, eu tinha medo, mas passava por aquele local, eu penso em como a vida pode ser colorida, cheia de amor e pôneis branquinhos com algodão doce e muita, muita comida, delicados passarinhos com notas de um dolar no bico e muito mais, só que daí alguém cospe no chão, bem na minha frente, quase no meu pé, aí vejo como a vida pode ser enganosa e obscura, eu estava lá com meus cavalinhos cor de rosa e derrepente some tudo e aparece um jegue e põe o som na maior altura, para estrupar os meus ouvidos, a vida é ruim de mais, só que ela nos permite fazer novelinha e sonhar coisas pelas quais não existem , como por exemplo ser filha do Gasparetto e ser amada por ele.
Eu odeio a vida que eu levo, a vida podia me levar à morte, mas ela vai, um dia vai, eu vou agradecer.