segunda-feira, 30 de julho de 2012

Despedida

Me despeço desse mundo porque já passei da hora de sair dessa vida, sei que vou dar alguma dor de cabeça com meu ato,mas é temporária, preciso tomar uma atitude,por isso vou fazer e se alguém ler isso provavelmente já fiz, não sei se vou ter sucesso mas me despeço de você Ricardo que foi a única pessoa no mundo que  valeu a pena, estou cansada de viver faz muito tempo e venho carregando isso comigo por isso eu sou incapaz de continuar vivendo as suas custas comendo feito uma porca...
Adeus a familia, adeus aos amigos e lugares que eu visitei, adeus a tudo e a todos vou embora com agonia mas vou embora satisfeita que não darei mais gastos e apagarei da existência para sempre, não espero que lembrem de mim ou que me esqueçam, não espero nada simples assim obrigada por tudo e adeus.

quinta-feira, 26 de julho de 2012

Ser escravo

Não importa que eu não trabalhe para os outros de graça, eu sempre estou presa ás situações por ser pobre e incapaz, tenho que tapar meus ouvidos, mas já não adianta porque a desgraça fala mais alto e canta e me atormenta, tenho que segurar minha vida pois tenho de tudo e tenho a compania do Ricardo por isso não posso cometer suicídio pra que ele não sofra e se por acaso eu não conseguir cometer suicidio também, ficarei dando trabalho pra ele coisa e tal, não tenho capacidade de comprar uma casa e sair daqui pra num ter mais que usar tampão de ouvido, eu não aguento mais, to em ponto de morrer mais num morro, se pelo menos alguma coisa na minha vida desse certo, se meu desejo se tornasse realidade, mas sou escrava das situações que me arrastam nessa maldita vida onde não posso ter o direito de entrar em surto socegada, sou muito infeliz, só não sou mais porque tenho compania e por isso vou levando sendo arrastada pela vida disfarçadamente querendo ser feliz mesmo não sendo surda, gostaria de ser surda, gostaria de levar um tiro na testa, gostaria de ser trilionária, mas se eu fosse não ia querer morrer lógico.

quinta-feira, 19 de julho de 2012

Barulhos

Desde pequena eu tenho que viver tampando os ouvidos pois não tenho resistência ao barulho de fora, no começo era com os adultos que tossiam demais e falavam demais, tudo que eu queria era dormir mas eles só ligavam pra maldita autoridade deles e eu sempre fui muito castigada apenas porque não era igual aqueles dois irmãos que mais parecem marido e mulher,pois bem não é novidade que eu odeio a  família de origem e não é novidade que a única pessoa do mundo que presta é o Ricardo meu marido, nem eu presto tanto quanto ele, acho que as chances de eu me matar se algo acontecer a ele são muito grandes,mas isso vai depender de certas ameaças quanto a ficar sem minha casa ou morrer de fome, eu simplesmente corto  meus pulsos.
Hoje em dia tenho fones de ouvido em casa e não preciso ficar machucando meus ouvidos, aqui é muito barulhento,mas agora to dormindo bem pois tomo um comprimido de Amplictil inteiro e durante o dia uso fones de ouvido por causa da sogra que não sai do tanque o dia todo além de ficar cantando e se esgoelando, ai como eu queria acabar com isso usando poderes pisiquicos é claro...
Se eu tivesse poderes pisiquicos dava pra fazer um milhão de coisas, eu teria evitado tragédias de perder emprego por exemplo, vamos supor assim, quando eu era pequena minha mãe me disse que não gostava de todo filho igual que ela não era obrigada a gostar, que lindo eu mesma teria usado meus poderes pisiquicos se eu tivesse e teria dado uma lição nela e em todas as pessoas que me agravaram nesse mundo, inclusive nas que aparecem andando pela rua, só de olhar "hellou" já pensou que poderes pisiquicos maravilhosos,pois é eu não tenho poder nenhum infelismente!

quarta-feira, 18 de julho de 2012

Galo come minha cabeça.

O Paparetto do mundo astral tava conversando com uma mortal e ela pediu pro galo que canta de manhã come a cabeça dela,mas deixa pra lá, eu quero ouvir vozes, eu quero entrar em surto, eu quero ser trilhonária, que o diabo ache um cotonete pra mim.Bom o cotonete eu não achei mas tudo bem, ontem conversei com a médica e não sei o que dizer dessa conversa, parece que num sei o que lalalalá, semana que vem eu vou de novo e tudo bem,  cansei do Paparetto do mundo astral.

quinta-feira, 12 de julho de 2012

Entrando em surto pisicótico

A delícia de ser abilolado enquanto muita gente sonha em ser normal não tem preço,não tem comparação, descobri que os extraterrestres não depositaram R$ 999.000.000.000.000,59 na minha conta por isso agora  vou  entrar na loucura e acabar com meu cérebro de uma vez, só vou deixar o dispositivo fazedor de novelinha aceso pra quando eu tiver com tédio, eles disseram que vão depositar mais tarde, assim eu espero porque quero comprar um foguete que me leve ao centro da terra,hahaha.
Cachorros e pessoas ao longe fazendo barulho parece vozes na minha  cabeça, um galo canta "acordou" enquanto eu falo que ainda não, estou fazendo sopinha de pão depois levanto e não quero fazer nada além de ficar na net depois dormir, mas como tudo que é trabalho me persegue e isso é também um sintoma pisicótico graças ao demônio, vou lavar louça, ir no correio levar uma correspondência e só de escrever tanto me dá uma preguiça danada de ser inteligente então eu vou ser um pouco mais burra e tirar umas férias em Bora-bora no Haiti da minha novelinha é claro porque esse dinheiro fora os R$ 0,58 centavos, é da minha mente cabulosa que pretende comprar o Estado de São Paulo, uai quanto será que custa pro governo me dá ele?Daí eu dava uma ordem de despejo pra todo mundo sair e só voltar se for pra trabalhar de graça pra mim, o Brasil ia virar uma loucura e só eu me salvaria com minhas novelas e sopa de pão com leite e achocolatado.
Acabei de me lembrar que o Brasil tem uma divida comigo de R$ 999.999.999.000.000,58 e agora o presidente Barak Obama vai me sustentar num apartamento de luxo triplex com todas as mordomias e etc.
Vou cobrar essa pendência pois preciso comprar requeijão e azeitona, mas como não tem vou comer abacate com açúcar mesmo, depois vou comprar mistura e voltar pra casa e continuar fazendo de tudo para entrar em surto pisicótico anonimo, parabens pra minha insanidade!

quarta-feira, 11 de julho de 2012

Morri

Essa noite eu sonhei que desejava a morte do fundo do meu coração e ela me veio perto do rosto com aquele semblante amarelado, eu sentí um frio nos olhos mas não deixei de desejá-la, eu tenho o aconchego do meu lar e um marido extraordinário, nenhuma pressão externa, claro que toda noite tem muito barulho e eu ainda não ganhei na loteria dos extraterrestres para comprar aquele apartamento de luxo duplex,carro e tudo mais .
Não tem problema nada disso que me importuna ,nem o tédio coisa e tal,mas eu estive pensando no quanto eu desejo morrer antes que isso tudo acabe, sou uma pessoa pessimista e não acredito em Deus,nem no diabo,nem em porcaria nenhuma, as vezes eu duvido muito de mim também e sei que eu não tenho capacidade pra nada e que tudo que eu tento fazer tende a dar errado, tem coisas que eu faço com má vontade,tédio, tem outras que até dão certo,mas uma das coisas que eu tenho aprendido é morrer para esse mundo ordinário de consumismo e lerolero,onde só quem tem consegue alguma coisa e tal.
Outra coisa que tenho aprendido é que não adianta ignorar e ser feliz se existe barulhos quando você quer silêncio, melhor tapar os ouvidos e ser feliz porque os barulhentos foram contratados por atores intraterrestres para atormentar a minha existência, e é claro eu vou dizer uma coisa, eles venceram, conseguiram me atormentar, mas eu ainda estou viva sendo torturada por barulhos, ai como eu gostaria de ser surda,pena que quando a gente morre, a audição é a ultima coisa que se perde, eu gostaria de ser surda agora, seria muito bom não ter que viver com fones de ouvido sempre,por isso eu declaro hoje 11/07/2012 como o dia fatídico e tão sonhado dia em que eu morri.