sexta-feira, 29 de junho de 2012

Egoismo

Ego é o seu eu pessoal, aquele que intermedeia as coisas e tudo aquilo que tem o sufixo "ismo" vem de fanatismo,porém egoismo é necessário a sobrevivência, bem que eu gostaria que fosse  tudo muito lindo,mas sempre que penso com dó de alguma coisa, estou pensando na verdade em como a dó machuca apenas quem o sente,pois é, não preciso ser boa, não preciso ser má, mas se é para viver sem se machucar, melhor dizer não ,do que se ferir depois que a pessoa vier com um não ou te decepcionar porque você criou expectativas, quem sabe você nem tenha criado nada na cabeça mas as coisas e pessoas não são como deveriam se é que deveriam, se eu tivesse poderes sobrenaturais eu seria a Rainha do universo,mas sou apenas humana.
Sei que as coisas não são ideais e que eu não posso devastar o planeta de coisas que eu odeio,pois bem mas de alguma coisa eu preciso ser suprida se não eu morro, e como eu sempre digo, quando eu morrer será o maior barato, ficar naquele silêncio profundo, é claro que eu não verei nada, mas por falar em egoísmo, deveriamos ter um dispositivo que desligasse os sentidos independente de qualquer ação externa, seria bom não escutar, não ver e não sentir apenas com o poder da vontade e tudo que eu você ou todo mundo "deveria" tem a ver com egoismo porque não está levando em conta a real capacidade da coisa e fica só no deveria,deveria, como criança mimada, aliás criança é bem egoista também, igual cachorro e gato,papagaio,lero,lero e cocô.

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Hoje eu acordei...

Simplesmente acordei hoje e nem lembro o que eu sonhei, tinha a mensagem do dia do Lungui e do Gasparetto, e também tinha a mensagem do meu coração, não vou dizer quais são mais que valham a pena ser vividas pois hoje especialmente tem tudo a ver comigo...
As invenções do ser humano não se restringem a tecnologia,arte ou medicina, nós também inventamos leis para comercializar e interpretar as coisas,mas principalmente para dar um sentido humano, por isso eu não acredito na razão de algumas coisas, gosto de questionar tudo mesmo e sou uma tremenda palhaçona, reconheço que sou cruel e vingativa, espero que todos do mundo se explodam, to cansada desse meu mundo real onde não posso nem entrar em surto a vontade, e não é falta de companhia não, amigos e um companheiro já tenho, não é falta de nada como dizem pisicólogos que acham um monte de coisas e não explicam nada, pois é tenho que tomar juizo para não dar trabalho ao meu marido que já trabalha bastante e o preço que ele paga por isso já é sustentar a casa, não vejo porque tenho que trazer dinheiro se já coopero com o meu bom comportamento e cuido da casa, preciso da minha convicção que nada pode me abalar, nem mesmo os arrasta pé da minha sogra que é a dona da casa da frente, pois essa casa é minha kkk, mesmo que eu perder tudo um dia não tem problema, daí aproveito pra entrar em surto, se eu morrer aproveito pra ficar no silêncio da morte, se eu viver e ainda tiver tudo , aproveito pra ficar na internet, todas as alternativas levam a ter algum lucro e isso ou aquilo é muito provável, por isso eu digo, só inventaram deus porque a natureza era desconhecida, só inventaram o medo porque a morte é desconhecida e a iminência da dor é a única coisa provável, a dor é muito provavel assim como a felicidade, o importante é não dar importância para ela,  tudo é transitório até mesmo um sorriso quem dirá a dor.

segunda-feira, 25 de junho de 2012

Dicas de adestramento.

De todos os lugares que encontrei dicas na net sobre como cuidar  de cães,observei pontos onde todos concordam e separei alguns que pude testar em casa com o Gatts .
  • Para o cãozinho fazer pipi e cocô no lugar certo se deve colocar sua caminha e comida longe do banheirinho certo? Certo! Porque eles odeiam fazer as necessidades perto do lugar onde dormem, bom ainda estou treinando o Gatts espero que dê certo, até agora ele ainda faz pipi na cozinha,perto  da onde ele come,curioso será que eu estou dando atenção demais, êta bicho carente esse meu Gatts mas pelo menos tem saúde.
  • Nunca se deve dar atenção verbal quando ele estiver fazendo coisas erradas, cachorros fazem tudo pela nossa atenção e até gostam de levar bronca, por isso as doses de "não" e "bonitinho" tem que ser regradas e recompensada apenas quando for positiva, as vezes é preciso deixar eles bagunçarem sem atenção e as vezes eu acho que acabo estimulando ele a querer "festa" toda hora, faço carinho quando ele está quetinho e ignoro quando ele pede chamando a atenção,meu coração fica partido mas fazer o que?
  • Para passear na coleira o filhote precisa ser recompensado e não arrastado, como muita gente costuma fazer, acho que nesse ponto eu já estou conseguindo progressos com meu bichinho, mas ele para de andar esperando que eu dê petiscos a ele pode?Hoje demos uma volta completa no quarteirão graças a minha insistência em incentivá-lo a andar comigo, no terceiro dia aqui em casa andamos só no quintal e no quarto dia na calçada, hoje foi mais fácil pois ele colaborou mais, não adianta forçar não é mesmo.
  • Quanto a chorar de noite ainda estou tentando e acho que errei desde a primeira noite quando coloquei ele na cama,primeiro que agora toda noite ele acorda querendo subir e eu desesperada pra dormir deixei ele no banheiro trancado com a luz acesa e me arrependo, essa noite eu descobri que com um susto ele se entimida mais, se toda hora que ele chorar tiver atenção ele vai se sentir recompensado, dizem que é bom colocar um radinho ou relogio tic-tac perto dele, vou tentar assim que eu conseguir um, não posso deixar ele dormir na cama porque ele vai ter que ficar sozinho de vez em quando pelo menos de dia e na cama com a gente já tem a Mimi, imagina o brigueiro, mas ae cabe uma duvida também se a Mimi pode porque ela é limpinha e já sabe fazer na caixinha,porque ele não pode?Simplesmente porque ele pode fazer pipi na cama ou chorar pra subir e ae ninguém dorme, Gatts tem hábitos de cagar a noite, ainda bem que o cocô ele faz no lugar certo.
  • Quando eu aprender mais coisas novas eu posto aqui no blog...

domingo, 24 de junho de 2012

Dona de casa

Pois é tudo tem seu preço e agora eu  que não sou nem multitrilhionária nem nada estou pagando, mas e daí a vida pode acabar a qualquer momento mesmo, tento seguir o exemplo da Mimi que nem pensa no futuro, pois se você pensar só vem besteira mesmo e agora aqui em casa sem expectativa de ser dona do universo tento proteger o meu território, viver de "gostaria" e "ai se eu fosse" ou "ai se eu pudesse" é muito frustante até para mim que gosto de fazer novelinha, alias elas tão ficando cansativas e minha cabeça doi de uma forma que eu tenho esperança que seja aquele tão sonhado cancer de cérebro, seria tão romantico morrer de cancer de cérebro, mas o mais importante nisso tudo é que hoje todos nós aqui de casa, não tomamos banho e fizemos cocô.

sexta-feira, 22 de junho de 2012

Doidera.

Eu moro no quintal dos fundos, mas isso não me impediu de adotar um cachorrinho, sei que não deveria mas ele ia morrer se eu não o adotasse, agora meu marido pos o nome nele de Gattz, até ae tudo bem mas agora fico vigiando ele pra não deixá ele cagá na área da minha sogra, hoje eu dei uma jornalzada nele porque ele tava comendo minhas plantas e ela veio de prontidão no blá,bláblá dela, e como eu vou sair de casa tranquila sabendo que ele vai latir?Pois é o jeito é deixar ele latir, acho que fico mais tranquila com ele aqui dentro de casa preso, pra num cagá lá fora...
O que atrapalha mais nem é o coitadinho,é minha sogra aquela nojenta,eu odeio ela demais, só que eu preciso ter forças pra não me encomodar com o incomodo dela pois eu preciso sobreviver e é isso ae, não vou ficar aqui sofrendo de stress porque não posso fazer barulho, bom quando eu me mudei pra cá eu prometi que não faria barulho e a besta continuou encomodada comigo e eu com ela por conta do encomodo dela e agora sou eu que não suporto os arrasta pé daquela véia, como se não bastasse ela canta em voz alta e meu cachorro agora late por mim ,mas eu tenho que proteje-lo e não deixar que ele caia nas mãos daquela psicótica que hoje cedo tava com uma faca na mão olhando pra mim sem motivo,claro que eu nem vou perguntar quais são as intenções daquela véia que num pega nem gripe,ai,ai.
Mas num faz mal não eu coloco meu foninho de ouvido e fico socegada aqui na minha casa, isso mesmo, não é porque a casa vai ficar no nome dela que eu tenho que baixá minha cabeça e vivê de esperança também não dá,é um mato com uma gata e um cachorro, só faltou coelho,mas já chega é muito bicho pra pouco quintal e ontem eu fui na dentista e extraí um dente, não vou mais ficar com medo e também não acho prático fazer terapia, meus problemas pessoais eu já conheço bem e todos eles vão terminar quando eu morrer, só que ainda não é a hora, sei também um tanto de coisas que eu deveria,por exemplo como a casa não é minha "ainda", eu tinha que trabalhar e sustentar mas ainda bem que o Ricardo sustenta, minha parte  eu já to fazendo que é organizar as coisas por aqui,fazer comida coisa e tal, só que  não dá pra dar tudo que as pessoas querem que eu dê, sei que o Ricardo gostaria que eu labutasse e ganhasse dinheiro pra ajudar na casa,mas eu não tenho condições, emprego eu não tenho e estou desqualificada, as minhas coisas precisam ser vendidas pra eu poder conseguir dinheiro pra fazer outras coisas e vender, bom não é fácil mesmo é uma doidera,mas eu não to pensando em me matar porque eu não agrado,é melhor eu continuar viva,leve e solta.

sexta-feira, 15 de junho de 2012

Vivendo de sonho.

Pois é tem muita gente que não sabe sonhar, tem gente que vive a cantar e também aqueles que nem cantam no chuveiro como eu, não posso comprar um apartamento na vila Clementino e nem mantê-lo, não posso nem mesmo manter minha casa que nem é minha, mas posso sonhar usando os meus recursos, vivendo de experança que um dia torne esses sonhos realidade e imaginando estar morando num apartamento bem aconchegante, decorado e de boa localização, pois é ainda bem que eu tenho imaginação, que eu tenho internet em casa, ainda bem que eu posso desejar essas coisas, se eu não pudesse sonhar como eu viveria?
E tem gente que arrasta o pé e faz barulho, para que se um dia a morte vem para todos, tomara que venha logo para quem vive a arrastar os pés me encomodando com seu barulho infernal, tomara que um dia eu fique trilhonária para poder viver de renda por que eu não tenho forças para trabalhar, tomara que um dia meus dentes caiam todos e eu possa colocar dentadura, tomara que meu marido dure para sempre pelo menos enquanto eu viver e que ele ronque menos e cada vez mais esteja comigo.Amém.

quinta-feira, 7 de junho de 2012

O vagabundo como ideal

A dignidade humana consciste nos seguintes fatos, que distinguem os homens dos animais: "curiosidade e um gênio natural para explorar o conhecimento, tem sonhos e idealismo e pode corrigí-los atravéz do seu senso de humor,mas acrescentado a tudo isso está a própria consciência que evoluiu muito no decorrer dos tempos, o ser humano possui a capacidade de não reagir aos seus extintos simplesmente porque tem o controle,mesmo que desenfreado da própria vida, isto equivale a dizer que a personalidade humana é a última coisa que possa ser reduzida a leis mecânicas; de qualquer modo o espírito humano é sempre enganoso,inapreensível e imprevisível e consegue escapar as leis mecanicas e ao materialismo dialético que tentam impor os psicólogos decrépidos e os economistas solteirões etc...
"Segundo o autor do livro que retirei essa matéria, a fé dele na dignidade humana consiste na crença de que o homem é o maior vagabundo que existe na face da terra", como não dá para falar de vagabundagem sem exaltar que não estamos aqui falando de falta de trabalho e ação, mas sim de sobrevivência, é importante explicar que o autor  diz da filosofia e da incosequência , que o ser humano provoca e tem em seu âmago mais profundo, ser vagabundo no sentido mais poético da palavra ,tentando explicar quanto é brilhante a criação do proprio homem e eu diria também da mulher.
A dignidade humana deve estar associada a imagem de um vagabundo e não a de um soldado obediente e diciplinado, mas sim um rebelde e desajeitado adolescente em sua essência que se crê maior e mais esperto do que é na verdade e continua cheio de leviandade e malícia.(texto baseado no livro de Lin Yutang- A importância de viver).
Quero resaltar que esse livro que eu li em partes é antigo ,do começo do século 20 e mostra uma forma de pensar muito atual em termos de filosofia apesar de que naquela época não se podia ter a liberdade de expressão que se tem hoje,filosoficamente o homem em toda sua extrutura de ser consciênte e incosequente tem mostrado que tem muito mais de espírito esportivo e senso de humor, talvez humor negro também em tratar a vida como um conjunto de coisas que se "tem que" fazer para alcançar outros "tem que" e por ae vai, mas os objetivos do ser tem se mostrado muito ativos e pouco propensos a diminuir o sofrimento que muitas vezes não é causado pelo ser humano, nós somos apenas mais um tipo vivente, hão de existir outras consciências no universo por ae a fora onde o lema seja "não pague o preço", apenas viva e deixe viver.